Moderação

Antónia Lima

Doutorada em Antropologia pelo ISCTE (2001). Professora no Departamento de Antropologia do ISCTE, onde leciona desde 1989. Presidente do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA). As suas áreas de especialização são: relações familiares em sociedades contemporâneas, relações sociais em contextos urbanos, elites, empresas familiares, género, sexualidade, cuidado, emoções, migrações e património imaterial. Coordenadora de vários projetos de investigação científica, Antónia Pedroso de Lima tem diversas publicações em livros e revistas nacionais e internacionais sobre a família portuguesa em contextos urbanos, tendo como objetos de análise contextos tão diversificados como os bairros populares de Lisboa e as famílias da elite empresarial portuguesa. Atualmente, a sua pesquisa orienta-se para a área do cuidado e da reprodução social em situações de crise e precariedade.

Painel que modera:
Quebrar estereótipos: histórias de vida

Cristina Gomes da Silva

CallCristina Maria Gomes da Silva, 56 anos, Socióloga, diplomada pelo ISCTE-IUL, com trabalho de investigação desenvolvido nas áreas da Sociologia da Educação, da Sociologia da Juventude e da Família e com interesses no âmbito das Políticas Públicas, da Cidadania e da Participação Democrática dos cidadãos na escola e na sociedade em geral. Em março de 2014 apresentou a sua tese de Doutoramento no ISCTE/IUL intitulada Cidadania e Autoridade na Escola Pública Democrática. São estas as questões que continuam a fazer parte dos seus interesses profissionais e intelectuais.
Em 1989 iniciou a sua atividade docente na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, tendo trabalhado em várias frentes de formação de professores e educadores. Desde maio de 2018 desempenha o cargo de Diretora.
Desde Novembro de 2016 é a representante de Portugal no Conselho da Europa_Projecto de Educação para a Cidadania Democrática e Direitos Humanos.

Painel que modera:
Promoção da igualdade e prevenção de discriminação, assédio e violência

Dália Costa

Dália Costa é doutorada em Sociologia da Família.
Investigadora integrada, co-coordenadora e fundadora do Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG), do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) da Universidade de Lisboa.
Professora Auxiliar no ISCSP, onde leciona desde 1996 disciplinas em Doutoramentos (Estudos de Género e Sociologia), Mestrados (Política Social; Família e Género), Licenciaturas e Cursos de pós-graduação
Coordenadora da Pós-graduação em Criminologia e Reinserção Social.
Coordenadora executiva do Curso de Formação especializada em Igualdade de Género.

Painel que modera:
Homem promotor da igualdade: teorias e práticas

Isabel Freire

Socióloga e jornalista. Investigadora do projeto WOMASS – Mulheres e Associativismo em Portugal, 1914-1974, desenvolvido no ICS-ULisboa (financiado pela FCT e coordenado por Anne Cova). Doutorada em Sociologia pelo ICS-ULisboa, com a tese A Intimidade afetiva e sexual na imprensa em Portugal (1968-1978). Autora de Amor e Sexo no Tempo de Salazar (Esfera dos Livros, 2010) e de Fantasias Eróticas – Segredos das Mulheres Portuguesas (Esfera dos Livros, 2007).

Painel que modera:
Sobreviventes: impacto dos OCS e das notícias nas vítimas e nas estruturas de apoio

João Gaspar

João Gaspar tem 36 anos, é biólogo, estuda comunicação de ciência na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e trabalha na Rede SciComPT – Associação Nacional de Comunicação de Ciência. Participa no coletivo feminista Mulher Não Entra – um repositório da não presença de mulheres no espaço público, mediático, empresarial e académico (em https://mulhernaoentra.tumblr.com/)

Painel que modera:
Arte, media e educação: que mensagens?

Manuel Abrantes

Manuel Abrantes nasceu em Lisboa, em 1982. Formou-se em estudos europeus e sociologia. Trabalhou como investigador e docente em várias instituições, dedicando-se sobretudo às temáticas do trabalho, do género e das migrações. A sua tese de doutoramento, defendida no Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa, baseou-se num estudo empírico sobre o trabalho doméstico pago.
Tem participado como voluntário em atividades de diversas organizações da sociedade civil, em particular no que respeita aos direitos de trabalhadoras domésticas e de pessoas LGBTI. É autor e coautor de livros, capítulos e artigos de natureza científica, bem como de textos literários. Desde março de 2018 trabalha como Técnico Especialista no Gabinete da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Dra. Rosa Monteiro.

Painel que modera:
Comunicação social, violência e igualdade – responsabilidades e deveres na informação contextualizada